1300x551__JER9896.jpg

Formato

O novo Audi A5 combina elegância e esplendor com muita tecnologia e prazer de condução, juntamente com dinamismo e potência.

Um primeiro e rápido olhar é suficiente para reconhecer a elegância desportiva e o potencial de condução na forma e linha do Coupé. O novo Audi A5 cresceu 47 milímetros em comprimento e 13 mm na distância entre eixos. A altura ficou quase inalterada em 1,37 metros. Os eixos colocados nas extremidades da carroçaria acrescentam um ponto de exclamação quando se trata de proporções desportivas. A primeira geração do Coupé é um ícone de design. O novo Audi A5 Coupé vai mais além. Por exemplo, a linha de ombros desenhada com formato de onda, faz um jogo de luz e sombra devido à sua forma tridimensional, cujo aspecto é perfeitamente complementado pela linha curva acima dos guarda lamas. As salências pronunciadas indicam a disponibilidade da tecnologia quattro, opcional.

A curta parte traseira do Audi A5 apresenta uma clara linha horizontal. Refletores dispostos na parte inferior do para-choques traseiro acentua a largura. Os finos farolins tridimensionais estão equipados com tecnologia LED e a terceira luz de travagem estende-se a toda a largura do óculo traseiro. Há também linhas horizontais na nova frente do Audi A5: os faróis com um fino contorno, opcionalmente equipados com tecnologia Audi Matrix LED, prolongam as linhas dianteiras. São agora posicionados um pouco acima da grelha singleframe, que é plana e mais larga, em três dimensões.
750x410__JER9736.jpg
O coração do Coupé situa-se sob o longo capot do motor: A nova geração de motores TFSI e TDI gera mais potência do que o seu antecessor - entre 190 Cv (140 kW) e 252 Cv (185 kW) - enquanto o consumo foi reduzido até 22%. Tal deve-se, entre outros aspetos, por ser um automóvel que é agora mais leve até 60 kg, pelo coeficiente de resistência aerodinâmico Cx de 0,25, pelo sistema start-stop aperfeiçoado que, por exemplo, já desativa o motor ao aproximar-se de um semáforo com sinal vermelho a velocidades abaixo de 7 km/h (com caixa de velocidades S tronic). A potência é transmitida às rodas dianteiras através de uma caixa manual de 6 velocidades ou de uma caixa S tronic de sete velociades. A tecnologia quattro está disponível como opção para todas as versões.

A nova versão quattro com tecnologia ultra está disponível pela primeira vez no Audi A5. As vantagens da tração dianteira são utilizadas sempre que possível, enquanto que a transmissão no eixo traseiro permanece pronta para entrar em funcionamento. O sistema regista e avalia as informações mais variadas 100 vezes por segundo para determinar uma necessidade específica. O modo de tração integral fica disponível de imediato, sempre que é necessário, em dois modos de ação: preditivo ou reativo.
No modo preditivo, o sistema quattro ultra é ativado meio segundo antes de a roda dianteira no lado interior da curva atingir o limite de aderência. O sistema analisa as informações e determina a necessidade do sistema quattro através do estilo de condução aplicado, da aceleração longitudinal e transversal e do modo selecionado no Audi drive select.

No modo reativo, o sistema quattro é ativado sempre que houver uma mudança súbita de aderência como, por exemplo, na mudança entre asfalto seco e um pedaço de gelo.
750x410__JER9134.jpg
O Audi A5 não é apenas um ícone de estilo, é também um modo de estar na estrada. Exala uma sensação de liberdade e independência combinada com desportividade e elegância, mesmo nas estradas dos Alpes da zona de Tirol do Sul. Os picos dos Dolomites lentamente emergem a caminho do Passo de Brenner. Estão entre os pontos turísticos mais impressionantes nos Alpes. As rochas colossais rasgam o céu com formações bizarras. Os cumes estão majestosamente alinhados - incluindo Marmolada, Schlern, Langkofel, Sella e Tre Cime di Lavaredo. O arquiteto Le Corbusier descreveu os gigantes uma vez como "a mais bela construção do mundo". A sua aparência imponente parece inspirar cada vez mais os construtores no presente, porque a arquitetura moderna, cujos pioneiros incluem Corbusier, está a tornar-se cada vez mais relevante nos Alpes. A madeira e a pedra são materiais de construção tradicionais, assim como o aço, o betão e o vidro. As ciades do sul de Tirol como Brixen, Bolzano ou Merano são um bom ponto de partida para a visualização dessas construções impressionantes. Estas incluem a cervejaria da Forst com a sua nova casa de fermentação, os bombeiros de Margreid escavados na rocha, a estação de madeira Perathoner decorado com telhas, as casas com espelhos, e o museu do passo de Timmelsjoch em forma de rochedo.

Patrick Morda, Birte Mußmann (Texto), Jens Rüßmann (Fotos)