Inovação

Rali de Marrocos: o ensaio geral da Audi Sport para o Dakar

AM-09-27


Um calendário preenchido caracteriza a segunda metade do ano para a Audi Sport: Após o início dos testes do Audi RS Q e-tron E2 na Europa em julho, da estreia a 1 de setembro, um teste de resistência de nove dias em Marrocos, homologação e montagem de três carros, a primeira competição está agora iminente. No Rali de Marrocos de 1 a 6 de outubro, as três duplas de pilotos da Audi Sport - Mattias Ekström/Emil Bergkvist, Stéphane Peterhansel/Edouard Boulanger e Carlos Sainz/Lucas Cruz - vão alinhar-se na linha de partida.

 

"Agora, juntamente com a Q Motorsport, na Audi Sport estamos a voltar para o modo de corrida depois de uma importante fase de desenvolvimento", diz o responsável da Audi Motorsport Rolf Michl. "Todos os membros da equipa sabem muito bem que nenhum teste pode substituir uma corrida. Marrocos é o nosso ensaio geral para o novo automóvel e, ao mesmo tempo, para o Rali Dakar." Na primeira semana de outubro, as equipas irão percorrer 1.583 quilómetros em seis etapas especiais do Rali de Marrocos com partida e chegada em Agadir. A distância total, incluindo as secções de ligação, estende-se a 2.319 quilómetros.

"Temos um objetivo claro", explica Uwe Breuling, Head of Vehicle Operations Audi Sport. "Desta vez não se trata dos resultados desportivos individuais, mas de completar o maior número de quilómetros possível sem contratempos. É importante prepararmos completamente tanto o homem como a máquina para o Rali Dakar." Uma característica especial deste ano é a localização geográfica do evento, que se realizará pela primeira vez no sudoeste do país. "A minha experiência anterior de rali é, portanto, de pouca utilidade para este ano", diz Stéphane Peterhansel, que o venceu em 2004, 2009 e 2010. "Basicamente, este rali continua a ser o ensaio geral ideal para o Dakar. Dunas, trilhos arenosos, pequenas montanhas com terreno pedregosos, mas também caminhos rápidos em terreno sólido são exatamente a variedade que encontraremos em janeiro do próximo ano." O bivouac está mais perto do Oceano Atlântico em Marrocos, mas as etapas conduzem ao interior. "Como vamos bem para o sul, as temperaturas serão provavelmente semelhantes ao nosso teste mais recente", disse Peterhansel.

O seu copiloto Edouard Boulanger sabe que também tem uma difícil tarefa pela frente. "Há agora tantos turistas e operadores turísticos na região que qualquer caminho na areia pode induzir a erro", diz o experiente profissional. "Não se pode confiar em nada, porque mesmo um trilho paralelo a dez metros de distância pode ser um erro. Por isso, temos de nos concentrar muito na navegação, o que é muito mais difícil do que da última vez em Abu Dhabi quando ganhámos a nossa primeira corrida."

Carlos Sainz, segundo classificado em Marrocos em 2016, destaca a estreita ligação ao Rali Dakar: "Nos nossos testes produtivos tentámos fazer ainda melhor uso do carro. Logo veremos como funcionamos. O importante é que não temos de mudar nada depois disso para o Rali Dakar. Isto significa que nos podemos preparar muito mais calmamente do que há um ano." O seu copiloto Lucas Cruz mal pode esperar pelo modo de corrida: "Faz muita diferença conduzir em teste ou estar sob pressão competitiva porque o tempo não para. Já estou ansioso pela nossa corrida."

Mattias Ekström também está ansioso. "Já competi regularmente em circuitos este ano, mas este agora é o meu primeiro rali no deserto desde o Dakar em janeiro", diz Ekström. "O terreno em Marrocos lembra-me a superfície da Arábia Saudita, apesar de irmos enfrentar significativamente mais etapas em dunas em janeiro do próximo ano." O seu copiloto, Emil Bergkvist, espera um evento muito intenso: "Quando estive em Marrocos no ano passado, a orientação foi bastante difícil. Por exemplo, quando chegamos a zonas com limite de velocidade e não há pontos de referência na paisagem, temos de ser absolutamente precisos para evitar sanções. É necessário um elevado nível de concentração ao longo de toda a etapa."

Os fãs e os meios de comunicação podem descobrir o quão bem as três equipas de pilotos estão a lidar com o Rali de Marrocos, diariamente nas redes sociais da marca. No Inside Dakar Show, na noite de cada etapa, a Audi Sport oferece ainda aos seus fãs um resumo variado em primeira mão da toda a ação.